(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
22/06/2020

Estratégias de cruzamento para um rebanho qualificado

Imagem: Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Com a crescente procura por proteína bovina ao longo desses anos, o Brasil atingiu um crescimento de 169% (1990 a 2019) na produtividade, passando de 1,6 @/ha/ano para 4,3@/ha/ano, produzindo de forma ainda mais sustentável. Segundo a ABIEC (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne), o cenário pecuário vem sofrendo grandes mudanças, já que os pecuaristas estão começando a ter uma visão mais empresarial do seu negócio, dando maior ênfase à seleção dos animais e pagando melhor por animais pesados. Ciente desta tendência, como devo selecionar as melhores matrizes para o meu rebanho? Sabe-se que para uma fazenda de cria, a melhor matriz é aquela que oferece um bezerro pesado em relação ao seu peso.

O ideal, para cruzamentos entre animais da mesma raça, é que as multíparas forneçam bezerros que tenham cerca de 50% do seu peso vivo e que as primíparas forneçam um bezerro com cerca de 60% de seu peso vivo. No caso de matrizes que não conseguiram entregar estes resultados, pode-se adotar estratégias como o cruzamento industrial, que consiste no cruzamento entre animais de duas raças distintas. Neste tipo de acasalamento, como os touros apresentam parentesco bem distante ou nenhum parentesco com as fêmeas, ocorre um “choque genético” denominado heterose, ou vigor híbrido, onde o espera-se obter um produto que apresenta índices produtivos com uma média superior à de seus pais. Mas afinal, como podemos fazer essa seleção? O primeiro passo consiste na identificação dos animais da propriedade, para obter um controle zootécnico dos animais, e posteriormente começar a buscar informações de cada indivíduo do rebanho, coletando informações, como: Identificação da mãe no bezerro, Peso ao nascimento "PN", Peso ao 120 "P120", Peso ao desmame "PD".

Após coletar estes dados, é iniciada a fase de identificar quais matrizes são mais rentáveis para a fazenda e que devem permanecer no rebanho. Porém, quando vamos trabalhar e selecionar as novilhas, devem ser tomados cuidados especiais. Levando em conta a idade e tamanho das novilhas, a indicação é que se utilize cruzamentos com um touro da mesma raça, já que a idade ao primeiro parto conta muito na precocidade sexual da fazenda, não sendo aconselhável expor novilhas à um acasalamento industrial, pois um bezerro mais pesado demanda um aporte nutricional maior, podendo dificultar o processo de recuperação da novilha durante o período puerperal, fazendo com que ela demore para entrar em condições fisiológicas de emprenhar novamente. Vale lembrar que uma ótima nutrição e ótima genética, são indispensáveis para produzir produtos rentáveis.

Neste contexto, o programa Geneplus Embrapa, oferece um suporte especialmente desenvolvido para o gado comercial, o GPBife, onde o objetivo é fazer matrizes superiores e lucrativas.

Pedro Clésio é consultor técnico do programa Geneplus Embrapa nos Estados do TO, PA e MA e diretor executivo da "Prol Assessoria e Consultoria em Pecuária de Corte".

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.