(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
24/06/2020

O mercado de Bioinsumos

Imagem: Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Há alguns dias o assunto Bioinsumos está em pauta em vários canais especializados no agronegócio bem como em pauta continua nas principais empresas desse segmento principalmente devido ao novo marco regulatório do setor.

Comecei a estudar o tema e confesso que o site do MAPA que apresenta essas informações tem um detalhamento incrível, além das novas ferramentas que estão criando, como o aplicativo BioInsumos.

Para quem não conhece, Bioinsumos é uma palavra conceito que resume tudo o que envolve os seguintes termos:

1 – Agente Biológico de controle;

2- Ativo Biológico;

3 – Bioestimulante;

4 – Biofertilizante;

5 – Comunidade de microorganismos;

6 – Condicionador biológico de ambientes;

7 – Condicionador de solos;

8 – Estresse abiótico;

9- Inoculante;

10 – Manejo de animais;

11 – Manejo de espécie vegetais;

12 – Probióticos;

13 – Produção para uso próprio;

14 – Produto destinado a alimentação animal;

15 – Produto fitossanitário;

16 – Produto para fertilidade do solo e nutrição de plantas;

17 – Produto para processamento de origem animal e vegetal;

18 – Produto pós-colheita de origem animal e vegetal;

19 – Produto veterinário;

20 – Unidade própria de produção.

Para um entendimento mais detalhados desses termos, acessem o link https://bit.ly/3hz6W4k e irão encontrar rico material sobre o tema.

Uma outra coisa muito bem estruturada nesse programa é o planejamento estratégico. Claro, que não mostra como serão os desdobramentos dessas estratégias, porém os objetivos, as divisões, o norte que remete tudo o que foi exposto, nos dá uma noção de que o tema foi muito bem trabalhado antes de ser divulgado. Algumas dessas estratégias que citarei abaixo, me trouxeram uma reflexão do quão importante esse segmento irá se tornar em um futuro próximo. Ele já tem uma relevância muito grande e cresce a passos largos no agro. Basta ir em qualquer produtor hoje em dia e irá verificar a quantidade de soluções que eles estão recebendo do mercado com apelo em Bioinsumos.

Algumas estratégias:

- Propor marco regulatório que incentive a produção e o uso de Bioinsumos;

- Articular instrumentos de crédito e fomento voltados ao desenvolvimento, produção e uso dos Bioinsumos;

- Incentivar a construção de Biofábricas voltadas a produção de Bioinsumos;

- Promover a construção de políticas, programas e planos nos estados e municípios voltados a promoção do uso de Bioinsumos;

- Etc.

Através do aplicativo BioInsumos, o cliente consegue consultar em tempo real a solução para controle de várias pragas e doenças nas lavouras, encontrando como respostas o nome comercial dos produtos produzidos nas Biofábricas registradas pelo MAPA. Isso é em minha opinião, um outro ponto importante para que o consumidor tenha a chancela do MAPA para aqueles produtos que irão adquirir.

Dentre essas e outras informações que podemos conseguir na plataforma, estão disponíveis dicas de como buscar crédito junto ao BNDES para investir nesse nicho, seja nos mais variados elos da cadeia, como o on farm, construção de Biofábricas, pesquisa e etc.

Como dito anteriormente, esse setor tem crescido a passos largos no Brasil e por conta disso grandes players estão entrando para surfar essa onda. Mesmo com muitos pontos positivos relativos a esse marco regulatório, em minha ótica o que eles estão fazendo com maestria é bloquear o acesso de pequenas empresas nesse novo mercado. Ao se regular o mercado, os custos sobem, o mercado se restringe a poucas e grandes empresas (até porque o movimento de aquisições já começou e irá aumentar nos próximos anos) e irá virar jogo para poucos. Mesmo que tenham casos irregulares no mercado, está na mão do consumidor penalizar esse tipo de comércio em não comprar novamente caso o que se esteja vendendo nãp entregue o prometido em performance agronômica, pois, repetindo mais uma vez, impor para os pequenos produtores regras de difícil transposição, irá fazer apenas com que o mercado se segmente e um nicho de plena irregularidade surja nesse nicho.

Para concluir, a sociedade pede cada vez mais por produtos com esse apelo. É um caminho sem volta. Está na mão da indústria conseguir levar isso de forma clara aos produtores, e já que muitos gritam alto demais baboseiras sobre os defensivos tradicionais, nada mais justo do que agora pagarem um pouco mais pelos alimentos produzidos nessa nova realidade.

Abaixo link sobre uma entrevista referente aos Bioinsumos.

https://bit.ly/2Bfuni6

Jefferson Santos é Engenheiro Agrônomo formado pela Unesp/Botucatu, com MBA em Gestão Empresárial e Logística e Supply Chain pela FGV e também Especialização no Programa de Desenvolvimento de Dirigentes pela Fundação Dom Cabral. Possui 15 anos de experiência no mercado de Fertilizantes nas maiores multinacionais do mercado e sempre liderando equipes de alta performance.

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.