(63) 98501-8498 redacao@tocantinsrural.com.br
15/06/2020

Precisamos falar sobre o marketing no AGRO

 O que Anitta e outros famosos tem a ver com o agronegócio?

Imagem: Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Precisamos entender que fazer marketing no AGRO não é falar apenas com o cliente AGRO, ou seja, as pessoas ligadas ao agronegócio, como produtores rurais, empresas do setor e agrônomos. Em grande parte, os esforços de marketing no setor são voltados para os próprios produtores rurais e demais envolvidos no negócio. Mesmo em campanhas de fortalecimento de marca, sem a intenção especifica de vender um produto, a meta é atingir aquele já conhecido público-alvo. Isso faz com que os esforços e investimentos de marketing sejam direcionados especificamente para o cliente AGRO.

Mas o marketing no AGRO também precisa falar para uma audiência que não entende o setor e que ainda acha que o campo é o grande vilão do aquecimento global e outros problemas atuais. O próprio presidente da área agrícola da Bayer no Brasil, Gehard Bohne, falou em entrevista à EXAME, em 2019, que “precisamos ser mais eficazes com a comunicação e mostrar os benefícios que o avanço do agronegócio trouxe.”

É por isso que costumo afirmar: a pior praga é a desinformação! E a internet é o melhor lugar para essa praga se espalhar. Com certeza você já viu muitas fake news ou famosos com uma opinião totalmente sem fundamentos. Quem não lembra de Fabio Porchat afirmando no GNT que o cocô dos bois está matando os nossos rios e oceanos e o peido dos mesmos destrói a camada de ozônio? Ou da Taís Araújo, Leandra Leal e Thainá Duarte dizendo, recentemente, que “os legumes tem muito agrotóxico e se você quiser ter um câncer, tá liberado”? E, mais recente, a Anitta e sua crítica à pecuária, onde afirmou, em suas próprias palavras, que “os alimentos que hoje são usados para alimentar o boi, a vaca, etc, poderiam alimentar gente por muito tempo". Soma-se a isso a realidade de quem vive nas cidades: a maioria nunca pisou numa fazenda, não viu uma plantação de soja ao vivo nem viu boi peidar.

Esse tipo de opinião detona a imagem do AGRO e acaba ganhando proporção, pois elas se juntam à imaginação das pessoas e também com as crenças de cada um, unindo-se ainda àquelas imagens antigas dos grandes fazendeiros considerados o inimigo do povo. Se fizermos uma boa e honesta análise sobre como o marketing é visto hoje, especialmente nos grandes centros brasileiros, observaremos que a imagem do AGRO é baseada em opiniões de artistas e famosos, ao que aprendemos nos livros de história e geografia e a outros fatos antigos, da época em que defensivos agrícolas eram ainda chamados de veneno.

É aqui que entra a grande pergunta: se quem é do AGRO não fizer o necessário para levar informações que vão melhorar sua imagem perante a sociedade, quem o fará? Pra mim, a missão do AGRO não é só produzir para alimentar o mundo, é também produzir informação para alimentar as mídias e as notícias. É importante que os líderes do setor entendam o marketing, especialmente o digital, para chegar até as pessoas que não entendem do agronegócio. É necessário que influencers digitais conheçam e falem sobre o AGRO, que a mídia veicule as notícias sobre os avanços no setor e os bons resultados para a população. E é absolutamente necessário que cada um de nós aprenda um pouco de marketing para fazer a nossa parte nesse grande celeiro. As pessoas precisam falar sobre o AGRO, entender o AGRO e valorizar o AGRO. Só assim, poderemos chegar perto daquela campanha que diz: o AGRO é POP.

 

Mônica Zanotto de Arruda é formada em Marketing, está realizando especialização em Marketing para o Agronegócio e tem mais de 10 anos de experiência em comunicação. É criadora de conteúdo para a área através do Instagram @mozanottoarruda e @mktdoagro e colaboradora do Tocantins Rural. 

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: redacao@tocantinsrural.com.br Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98501- 8498
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.