Tocantins inicia multiplicação de variedades de mandioca com alto potencial produtivo para produtores

Em 2019, o Estado produziu mais de 225 mil toneladas de mandioca, distribuídas em mais de 15 mil hectares

A produção de mandioca no Tocantins é uma atividade presente em 139 municípios tocantinenses, sendo além de grande geradora de renda, fonte de alimento para milhares de agricultores, o que inclui o consumo in natura e processada (farinha, fécula e produtos derivados).

Neste sentido, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) iniciou no mês de novembro um canteiro de cultivo da mandioca (mesa e industrial) com alto potencial de produtividade. O espaço para multiplicação da maniva da mandioca ocupa um pouco mais de 2 hectares, localizado no Centro Agrotecnológico de Palmas.

Segundos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2019, o Tocantins produziu mais de 225 mil toneladas de mandioca, distribuídas em mais de 15 mil hectares, pode-se ressaltar, que a produtividade média tocantinense é de 15.700 mil quilos por hectare, acima da média nacional que é de 14.700 mil quilos por hectare, ainda segundo o IBGE.


As manivas, sementes da mandioca estarão disponíveis para distribuição na próxima safra, quando inicia o período chuvoso, época propícia para o plantio da mandioca no Tocantins.

Mercado

O Técnico agrícola lembra ainda que, o Tocantins tem muito a crescer em termos de agregação de valor (agroindustrializar), pois grande parte da farinha e fécula consumida no estado vem de fora, o intuito é fortalecer a economia local e vender a produção dentro do Tocantins, fomentando os comércios e atacadistas da região.