(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
06/11/2020

Alta do algodão prejudica venda de produtos têxteis no Tocantins

Por Giovana Jardim e Sarah Pires
Imagem: Peter
Imagem: Peter Fruervang

Produtor do Tocantins conta que exportou 75% de sua produção só nesse ano
 

Diante da alta do dólar, a indústria têxtil e os lojistas se veem em um grande impasse no mercado: dificuldade para produzir e comercializar. Segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), a matéria-prima pluma chegou no mês de outubro a R$ 7,05, três centavos a mais que em 2018, quando atingiu o maior preço do mercado. E hoje o Brasil é o segundo maior exportador de pluma do mundo.

Produtor de algodão no estado do Tocantins há 4 anos, Peter Fruervang, afirma que o mercado está muito bom, porém produzir algodão é sempre muito arriscado. “Hoje 75% da nossa produção vai para o mercado externo, pois é muito mais vantajoso vender para fora, uma vez que há a isenção do ICMS. Para vender para o mercado interno são cobrados 12% de impostos”. Peter fala ainda sobre a expectativa para 2021. “Cerca de 30% da nossa produção do ano que vem já está vendida para dois países”, declara.

Imagem: Peter
Imagem: Peter Fruervang

 


Em virtude da pandemia, o comércio não essencial passou muito tempo com as portas fechadas, o que levou à queda na venda de atacadistas e varejistas de produtos que dependem do algodão. E agora com a alta do no preço do produto, fica cada vez mais difícil reerguer os negócios, é o que afirma Isabela Viana, proprietária de um ateliê em Palmas. “Houve uma alteração significativa no valor do algodão. O aumento foi em torno de R$ 6,00 o kg e isso afeta bastante no rendimento da peça e também no valor final. Além disso, já ocorreu de eu precisar comprar a matéria-prima para a produção e infelizmente não encontrar, atrasando toda logística da minha loja”, afirma a empreendedora.

 

Imagem: Carlos Henrique
Imagem: Carlos Henrique

O bolso também pesou para os consumidores do produto final, conversamos com o estudante, Carlos Henrique Hagadom, que fala sobre a alta nos preços do vestuário. “Eu sempre tinha o costume de comprar roupas no final do ano, mas infelizmente não poderei adquirir novas peças devido ao aumento no valor das roupas. Uma blusa que antes custava R$ 30,00, hoje aumentou para R$ 45,00, e querendo ou não é um valor mais alto”, compartilha.

Giovana Jardim e Sarah Pires

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.