(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
24/09/2020

Consumo de peixe cresce no mundo

Por Eliza Maliszewski/ com edições do Tocantins Rural

Brasil é o quarto maior produtor de tilápia, espécie que representa 55,4% da produção do país

O consumo global per capita de pescado dobrou desde a década de 60. Em 1961 eram Kg e em 2018 20,5 Kg. A média anual fica em cerca de 1,5%. O consumo global cresceu 3,1% ao ano no período, quase o dobro do que o crescimento da população e foi mais alta do que todas as outras proteínas de origem animal (bovina, suína, aves, leite, ovos). O estudo é da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Em 2018, a produção global de pescados atingiu 179 milhões de toneladas, com faturamento de US$ 401 bilhões. A aquacultura foi responsável por 82 milhões de toneladas e US$ 250 bilhões. Do total produzido (pesca e aquicultura) 156 milhões de toneladas foram para consumo humano. Os outros 22 milhões de toneladas foram usados, principalmente, para produção de farinha de peixe e óleo de peixe. A aquacultura produziu 46% do total e foi responsável por 52% do consumo humano.

A China continua sendo o maior produtor com 35% do total. Exceto a China, a Ásia contribuiu com 34%, as Américas com 14%, a União Europeia com 10%, a África com 7% e a Oceania com 1%.

Brasil ampliou produção

Nas últimas décadas o país evoluiu na produção e na qualidade dos pescados e vem buscando a popularização do consumo com campanhas que ressaltam a importância para o setor e para a saúde.

Segundo o Anuário 2020 da Peixe BR (Associação Brasileira da Piscicultura) em 2019 foram produzidas 722.560 toneladas, com receita em média R$ 5,6 bilhões. O Brasil é o quarto maior produtor de tilápia, espécie que representa 55,4% da produção do país. Os peixes nativos, liderados pelo tambaqui, participam com 39,8% e outras espécies com 4,6%. Um mercado que gera em torno de 1 milhão de empregos diretos e indiretos.

Já a carcinicultura brasileira (criação de camarões) enfrentou grandes desafios como doenças, ação antidumping pelos pescadores de camarão dos Estados Unidos e efeitos do câmbio. Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Camarão, no ano passado foram produzidas 90 mil toneladas.

Fonte: Agrolink

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.