(63) 98501-8498 redacao@tocantinsrural.com.br
06/12/2019

Exclusivo: secretário da Seagro faz balanço de 2019 e adianta novidades para ano que vem

Por Wanessa Sobreira/Tocantins Rural

O Tocantins faz parte da última fronteira agrícola do País e desde a criação, o setor do agronegócio só cresce. Em 2019, fatores importantes contribuíram para o crescimento da agricultura e pecuária no Estado.

Um estudo divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), aponta que neste ano a soma de todas as riquezas produzidas pelo campo tocantinense está estimada em mais de R$ 7,6 bilhões. Em números exatos, o chamado valor bruto da produção agropecuária (VBP) do Estado deve terminar o ano com R$ 7.600.435.114.

A soja é o carro-chefe da produção agrícola do Estado e tem VBP de R$ 3.040.583.450. Em segundo lugar, está o gado, que deve fechar o ano em R$ 2.620.997.761. Já o milho tem estimativa de R$ 542.286.337. O valor da lavoura, com R$ 4.808.314.467, é quase o dobro da pecuária, cuja estimativa aponta R$ 2.792.120.648. Com esses números, não há dúvidas que agropecuária é o carro-chefe da economia do Tocantins.

De olho no potencial de 2020, o Tocantins Rural conversou com exclusividade com o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum. De acordo com o secretário, o que chamou atenção foi a tecnificação que puxou a alta produtividade. Halum, faz um balanço do ano no setor. Ouça: 

A expectativa para 2020 são as melhores, adianta o secretário. A intenção é crescer acima da média nacional. Ouça:

Agrotins

Neste ano, a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) movimentou R$ 2,588 bilhões, e com isso, aumentou o volume de negócios em 18% em relação à edição de 2018. A Agrotins foi realizada entre os dias 7 a 11 de maio no Centro Agrotecnológico em Palmas. Um público de 186 mil visitantes passaram pelo local durante os cinco dias.

Uma das novidades para a edição de 2020 é a construção de um píer no lago para facilitar o acesso dos visitantes. O local irá contar também com um restaurante flutuante. Para o ano que vem, a expectativa é superar o volume de negócios, destaca o secretário César Halum. Ouça:

E com a missão de promover o desenvolvimento sustentável em benefício da sociedade tocantinense, por meio da formulação de políticas públicas que contribuam para o crescimento do setor agropecuário, a Seagro atende os 139 municípios tocantinenses. O secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum, destaca a defesa pelo interesse do produtor. Ouça:

Piscicultura

O setor da piscicultura no Tocantins produz 14.328 toneladas de pescado por ano, com 1.099 produtores atualmente em atividade, segundo dados do Censo da Piscicultura divulgados pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), na Agrotins 2019.

O estudo, concluído no ano de 2018, mostrou que a cadeia produtiva está presente em 117 municípios do Estado, tendo como maior produtor de peixes o município de Almas, com 8,3 mil toneladas/ano, seguido por Dianópolis, 1,1 mil toneladas, e Porto Nacional, com 1,08 mil toneladas/ano. O setor movimentou R$ 92,8 milhões no ano de 2017.

As espécies mais cultivadas são o tambaqui, com 48%; seguida de peixes redondos, 23,4%; caranha, 11,4%, e o surubim/pintado 10,5%. As demais espécies como matrinxã/piabanha, piau, pirarucu/pirosca, curimbatá/curimba e a tilápia, representam 6,7% da produção total.

O secretário da Seagro adianta que a intenção é triplicar no ano que vem a produção de pescado no Estado, além de incentivo a outros setores. Ouça:

E para finalizar a entrevista o secretário da Seagro, César Halum, agradece o apoio em 2019.

Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020

Os deputados estaduais aprovaram nesta semana a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020. O texto prevê receita e despesa de R$ 10,8 bilhões. Feita anualmente, a LDO tem como objetivo apontar as prioridades do Governo e a meta fiscal para o próximo exercício. Ela serve de base para a Lei Orçamentária Anual (LOA), que já está tramitando na Assembleia.

Este ano, para a área da agricultura e pecuária foi estimado o valor de R$ 50.709.521,00.

Para 2020, foi aprovada parcialmente emenda aditiva de nº 3 da deputada estadual, Valderez Castelo Branco (Progressistas). A matéria votada pelos parlamentares dispõe sobre o desenvolvimento regional, urbano e industrial, com foco no aprimoramento logístico do Estado. O texto aprovado trata sobre melhoramento do acesso pra escoamento da produção agrícola, e o agronegócio de modo geral, nos municípios tocantinenses por meio da construção de pontes e recuperação de estradas vicinais.

Foto: Ascom

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: redacao@tocantinsrural.com.br Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98501- 8498
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.