(63) 98501-8498 redacao@tocantinsrural.com.br
24/10/2019

Novos projetos de preparo do solo para agricultores estão em fase de implementação

Lorena Karlla/Com edição do Tocantins Rural

O Programa Chão Produtivo já beneficiou 550 produtores desde o início da safra 2019/2020. A meta é que 960 produtores sejam cadastrados e contemplados com o projeto.


Nesta quarta-feira, 23, a Associação Nova Aliança em Taquaruçu foi visitada por uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder) visando a elaboração de novos projetos produtivos dos agricultores familiares da região. Por meio das associações, os produtores vão receber auxílio e orientação nas plantações do programa Chão Produtivo, desenvolvido pela secretaria. 

Os produtores que não compareceram nos encontros de cada associação precisam comparecer o quanto antes na Seder (Quadra ASR-SE 125, esquina entre a Avenida NS-10 e LO-27 - próxima ao Terminal Rodoviário de Palmas), das 13 às 19 horas, portando documentos pessoais e informações da propriedade, para elaborar o projeto produtivo ou ligar no telefone (63) 3212-7280/7283.

O solo ainda está sendo preparado nas regiões São João, P.A Sítio e Taquaruçu Grande. Após essa etapa os produtores poderão plantar a cultura desejada com as orientações dadas pelos técnicos no momento da elaboração dos projetos produtivos. As regiões do Vale da Cachoeira, Jaú e Mariana já receberam o processo de preparação do solo e estão em fase de plantio.

O auxílio com maquinário e tratorista são para até 10 mil metros², equivalente a 1 hectare (ha) de terra, para cada produtor. Após finalizar todos os projetos produtivos, a Seder vai assistir aqueles que têm a necessidade ou intenção de plantar além dos 1 hectare já utilizados. O grande objetivo do programa é tornar as terras produtivas para gerar renda.                                                                                                               

Chão Produtivo

O programa Chão Produtivo é voltado para os produtores rurais de baixa renda, que recebem até dois salários mínimos e meio. É necessário comprovar que faz parte da agricultura familiar e que é produtor do Município. Desde o início de outubro, que é quando iniciou a safra 2019/2020 com o período chuvoso,  já foram beneficiados 550 produtores. A meta é que 960 produtores cadastrados na Seder sejam contemplados com o programa. 

Os projetos produtivos são para plantio de mandioca, milho, cucurbitáceas, hortas comerciais e hortas comunitárias, com distribuição de 150 toneladas de calcário e integração de lavouras e pecuárias. Essa integração objetiva ainda a produção de silagem (produto resultante da fermentação) e consequentemente o aumento da produção de leite.

Processos do Programa

Na primeira etapa do programa é iniciada a elaboração dos projetos produtivos de cada agricultor. Após esse processo, é realizada uma vistoria da propriedade para analisar se as terras são aptas para plantio. Caso seja, a Seder concede a ordem de serviço para os tratoristas que vão gradear o solo (grade aradora, que revira a terra para preparar para o plantio).

Em relação ao plantio, durante a elaboração dos projetos produtivos, a equipe da secretaria orienta sobre a melhor cultura para a região, a quantidade de adubação, espaçamento, variedade, profundidade e a qualidade da semente. O plantio é responsabilidade de cada produtor, mas caso precise de orientação, a Seder envia uma equipe para auxiliar.

Após o cultivo, a pasta acompanha o desenvolvimento da lavoura e também da colheita, dependendo da cultura esse processo pode variar até um ano.

Blitz produtiva

A blitz produtiva é para verificar se os produtores contemplados com o programa realmente estão realizando as plantações. As vistorias vão acontecer três vezes durante o ciclo da colheita, que vai variar de acordo com a cultura plantada, dessa forma pode acontecer de 30, 60 e 90 dias ou a cada três ou quatro meses (como é o caso da mandioca).

A intenção das blitz é identificar algum produtor que aproveite o programa para realizar apenas a limpeza do solo. Caso isso aconteça, o lavrador não será contemplado com o projeto no próximo ano, dando a oportunidade para outros agricultores.

Foto: Luciana Pires

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: redacao@tocantinsrural.com.br Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98501- 8498
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.