(63) 98501-8498 redacao@tocantinsrural.com.br
10/09/2019

Pauta do feijão caupi preocupa produtores tocantinenses

Por Wanessa Sobreira / Tocantins Rural
A pauta do feijão Caupi Branco é de R$ 350,00 e do Caupi Sempre Verde é de R$ 300,00. 
 
A pauta fiscal do feijão tem deixado alguns produtores de feijão caupi insatisfeitos. 
 
Para o comprador Rodrigo de Lima, da empresa Lagoa Dourada, o valor está fora da realidade de mercado, o que acaba prejudicado o produtor e consequentemente quem compra o produto. “O feijão caupi está em torno de R$300,00, quando na verdade é comercializado entre R$70,00 a R$ 90,00 (a saca 60kg). É muito desproporcional”, destaca. 
 
De acordo pauta disponível no site da Secretaria de Estado da Fazenda (VEJA ABAIXO), a pauta do feijão Caupi Branco é de R$ 350,00 e do Caupi Sempre Verde é de R$ 300,00. 
 
Lima explica que são inúmeras as tentativas de negociar com governo, porém, não obtiveram sucesso. No mercado, há 13 anos, ele lamenta esse cenário. “Acredito que teve uma redução de cerca de 40% da área plantada de feijão no Estado. Não tá compensado, pois, se o produtor vende a saca entre R$ 70,00 e R$ 90,00, só de imposto são cerca de R$ 45,00 reais. No final, as contas não batem e produtor mal consegue pagar as despesas. Eu dependo dos produtores, afinal eu compro cerca de 300 mil sacas por safra no Estado. E uma situação como essa é muito preocupante”, lamenta. 
 
Alguns produtores citam exemplos de outros de Estados que levam em consideração o próprio mercado. Os estados de Mato Grosso e Goiás, a pauta do feijão gira em torno de R$ 100,00.  
 
O assunto foi parar na Assembleia Legislativa do Tocantins. O deputado Vilmar (Solidariedade) apresentou um requerimento em regime de urgência solicitando a revisão da pauta fiscal praticada no Tocantins. De acordo com o parlamentar, o Tocantins possui a maior pauta fiscal do país para a comercialização do feijão caupi. 
 
Ainda segundo o deputado, os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), aponta que o Tocantins é um grande produtor do feijão caupi no período da safrinha. Entretanto, a pauta fiscal praticada pelo Estado possui variação de até 200% acima do valor de mercado, que tem um preço médio R$ 96, enquanto no Tocantins este valor chega a R$ 300.
 
“Esta pauta tem causado dificuldade de negociação aos produtores locais e o consequente enfraquecimento do mercado agrícola interno em detrimento dos demais Estados”, argumentou. 
 
O Tocantins Rural entrou em contato com o Governo do Estado sobre a previsão de revisão da pauta fiscal, porém, até o fechamento desta matéria não obtivemos retorno.
 
Foto: Divulgação 

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: redacao@tocantinsrural.com.br Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98501- 8498
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.