(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
22/10/2020

PIB agropecuário deve encerrar o ano com alta de 1,9%

da redação

 

Imagem: Canal Rural
Imagem: Canal Rural

A elevação nas expectativas para 2020 é consequência de estimativas mais otimistas do IBGE para as safras de soja e de milho

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aumentou sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) Agropecuário em 2020, de 1,6% para 1,9%. Para o ano de 2021, o Grupo de Conjuntura da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac) do Ipea reduziu a projeção de crescimento do PIB Agropecuário, de uma elevação de 2,4% para 2,1%

A melhora no desempenho esperado pelo Ipea em 2020 tem como base as novas estimativas para a produção agrícola divulgadas pelo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do mês de outubro, apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e as projeções para a pecuária a partir dos dados das Pesquisas Trimestrais do Abate, Produção de Ovos de Galinha e Leite, também do IBGE.

O Ipea espera uma alta de 3,9% no valor adicionado da lavoura em 2020, mas queda de 1,5% no da pecuária. O componente que inclui silvicultura, pesca e aquicultura deve ter redução de 6,4%. Para o ano de 2021, a revisão para baixo no PIB Agropecuário foi resultado do aumento da base de comparação, já que houve melhora no resultado esperado para 2020, justificou o Ipea, na Carta de Conjuntura divulgada nesta quinta-feira (22).

A elevação nas expectativas para 2020 é consequência de estimativas mais otimistas do IBGE para as safras de soja e de milho.

As projeções para os componentes da pecuária foram calculadas a partir de modelos econométricos próprios. É importante ressaltar, no entanto, que essas projeções para 2021 ainda são bem preliminares, com base nas primeiras informações divulgadas pela Conab e pela FAO”, justificou o Ipea, lembrando que o IBGE ainda não divulgou o primeiro prognóstico para a safra agrícola de 2021.

As previsões do Ipea para o ano que vem consideram um crescimento de 1,8% no valor adicionado da lavoura, puxado por novas safras recordes de soja (7,1%) e milho (2,6%). Para a pecuária, a expectativa é de crescimento de 3,9%, com contribuição positiva de todos os segmentos: bovinos, frango, suínos, leite e ovos.

A projeção considera que o avanço será impulsionado pela produção de carne bovina, que deve crescer em 2021, revertendo a queda observada em 2020. Em relação aos demais componentes (silvicultura, pesca e aquicultura), o Ipea estima uma queda de 2,4% no ano que vem.

Fonte: Canal Rural

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.