(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
22/10/2020

Projeto sustentável da pesca artesanal no rio Araguaia conta com 15 comunidades pesqueiras

Por Lúcia Brito/ com edições do Tocantins Rural
Imagem: Ruraltins
Imagem: Ruraltins

O projeto “Conhecimento e adaptação tecnológica para desenvolvimento sustentável da pesca artesanal no rio Araguaia”, contou com a participação de lideranças de 15 comunidades pesqueiras de 14 municípios do Estado

Para conhecer as tecnologias empregadas na captura, nas embarcações e na forma de conservação do pescado, foi realizado o projeto Conhecimento e Adaptação Tecnológica para o Desenvolvimento Sustentável da Pesca Artesanal no rio Araguaia (TO).

O projeto percorreu 15 comunidades pesqueiras, incluindo colônias de pescadores e aldeias indígenas, em 11 municípios do lado tocantinense do Araguaia. Como resultado desse trabalho, os participantes elaboraram um documento apresentando as práticas simples de abate e conservação do pescado a bordo da embarcação, com o objetivo de proporcionar aos pescadores e consumidores um produto de melhor qualidade no mercado local ou regional.

De acordo com Cassia Bento Sobreira, bióloga do Ruraltins, e uma das autoras da publicação, as orientações contidas  na publicação podem ser utilizados por todos da pesca artesanal, bem como pelos profissionais da extensão rural, responsável pela orientação aos produtores rurais em todas as regiões do Estado.

São autores do documento denominado “Boas práticas para abate e conservação a bordo na pesca artesanal, rio Araguaia Tocantins”, Cássia Sobreira, bióloga do Ruraltins, Patrícia Chicrala, Adriano Prysthon, Hellen Kato, ambas pesquisadores da Embrapa Pesca e Aquicultura, e Pedro Mujica, professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Comunidades pesqueiras

O projeto “Conhecimento e adaptação tecnológica para desenvolvimento sustentável da pesca artesanal no rio Araguaia”, contou com a participação de lideranças de 15 comunidades pesqueiras (sendo 11 Colônias de pescadores e quatro aldeias indígenas) de 14 municípios do Estado. Foram visitadas as Colônias de pescadores de Araguacema, Couto Magalhães, Esperantina, Araguatins, Xambioá, Araguanã, Aragominas, Santa Fé do Araguaia, Araguaína (Garimpinho), Pau d'Arco e Caseara. Já as Aldeias Indígenas visitadas foram de Boto Velho, Fontoura e Macaúba, localizadas no município de Lagoa da Confusão e Canoanã, localizada no município de Formoso do Araguaia.

Durante o diagnóstico da pesca 741 pescadores participaram das atividades do PescAraguaia.

Fonte: Ruraltins

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.