(63) 98501-8498 redacao@tocantinsrural.com.br
29/08/2019

Rally da Pecuária visita propriedades rurais do Tocantins

Da Redação

O objetivo foi coletar informações por meio do contato direto com produtores e técnicos, e por meio de amostragem de pastos, índices zootécnicos.

Os municípios de Peixe, Araguaína e a capital Palmas receberam a visita da equipe do Rally da Pecuária na semana passada. O Rally da Pecuária é considerado a maior expedição técnica privada sobre a pecuária bovina de corte no Brasil.

O objetivo foi coletar informações qualitativas por meio do contato direto com produtores e técnicos, e quantitativas, por meio de amostragem de pastos, índices zootécnicos, composição do rebanho, estimativa de confinamento, sistema de gestão e produção, permitindo uma avaliação das produções e realidades regionais.

No Tocantins, os técnicos identificaram que a pecuária, que já chegou a ocupar 11,5 milhões de hectares em meados da década de 1990, hoje está em 7,2 milhões de hectares.  A agricultura ocupou 1,6 milhão de hectare sobre áreas de pastagens.

No saldo entre conversão de Cerrado e perda de área por degradação, entre 1991 e 2018, a agropecuária do Tocantins reduziu a área em cerca de 2,5 milhões de hectares, que iniciaram o processo de regeneração natural.

Mesmo com a redução de área, a pecuária continua avançando. No período, o rebanho aumentou de 5,1 para 8,75 milhões de cabeças, segundo dados da pesquisa pecuária municipal, do IBGE. O estado é o 11º no ranking brasileiro com 4,1% do rebanho brasileiro.  No abate e produção de carne, Tocantins responde por 3,3% do total fiscalizados nas esferas municipais, estadual e federal.

Clima seco

Nesta época do ano predomina o clima seco e sem chuva, característica do inverno na região, e o pasto sofre com a falta de umidade. De acordo com o Núcleo Estadual de Meteorologia e Recursos Hídricos (Nemet/RH), da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), o período de estiagem no Tocantins deve seguir até a segunda quinzena de outubro este ano.   O desafio para o produtor é manter o gado bem, mesmo com a pastagem mais seca. Por isso, nesse momento a oferta diminui e o preço da arroba do boi está mais valorizado.

No acumulado entre janeiro a agosto, no estado, os preços do boi em 2019 estão 8,5% mais altos em relação ao mesmo período de 2018. Na média Brasil, essa valorização é de 6,5%, de acordo com os mesmos critérios de comparação.

A Athenagro, que organiza o Rally da Pecuária junto com a Agroconsult, destaca o nível de concentração entre o público da expedição. Enquanto na média do Brasil, a expedição encontrou 20% dos pecuaristas produzindo mais de 18 arrobas/hectare/ano, no Tocantins apenas 10% dos produtores entrevistados estavam acima dessa produtividade. Ainda assim, foram responsáveis por 39% do total das vendas.

Há pelo menos quatro edições, a concentração dos produtores é um dos temas mais discutidos nos eventos do Rally da Pecuária. “Nosso objetivo é alertar os pecuaristas para que busquem se adaptar às tendências de mercado”, diz Maurício Palma Nogueira, diretor da Athenagro e coordenador da expedição.

As equipes do Rally da Pecuária debaterão com pecuaristas e técnicos para levar informações de mercado, tendências observadas nas últimas edições e buscar informações do campo. Ao todo, ao longo do trajeto das 7 equipes, o Rally da Pecuária terá 8 eventos, além de 14 oficinas da produtividade, encontros e debates com produtores e técnicos ao longo do trajeto.

Fotos: Divulgação

Fonte: Rally da Pecuária 

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: redacao@tocantinsrural.com.br Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98501- 8498
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.