(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
15/01/2021

Tocantins confirma segundo caso de mormo em equídeo em 2021

Por Welcton de Oliveira/ com edições do Tocantins Rural

O Mormo é uma doença infectocontagiosa causada por bactéria que acomete principalmente os equídeos

Nesta sexta-feira (15), a Adapec recebeu do Lanagro -laboratório oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), um resultado de exame confirmatório por meio do método Western Blotting, o segundo caso positivo de mormo do ano no Tocantins, em um equídeo (cavalo de 4 anos), numa propriedade rural, no município de Taguatinga, na região sudeste o Estado.

De acordo com a responsável pelo Programa Estadual de Sanidade dos Equídeos da Adapec, Isadora Mello Cardoso, no dia 07 de dezembro o produtor solicitou a um médico veterinário da iniciativa privada que realizasse a coleta de soro do seu animal para realizar um exame de mormo.

O exame foi realizado no dia 17 de dezembro de 2020, por um laboratório credenciado pelo MAPA, que usou o método Elisa de triagem. Após a amostra confirmar positiva nesse teste, o laboratório comunicou a Adapec, no dia 18 de dezembro da suspeita de mormo.

Conforme o artigo 7º, da Instrução Normativa Federal nº 06, de 16 de janeiro de 2018 diz que, havendo resultado diferente de negativo de um animal, o laboratório deve encaminhar o resultado final, os relatórios de ensaios e requisições de todos os animais testados ao Lanagro, e assim foi feito.

Após receber o comunicado do Mapa, a Adapec em consonância com o Artigo 14º, da IN 06, tomou as seguintes providências: manteve a interdição da propriedade; irá determinar e acompanhar a eliminação do foco, com a eutanásia e posterior destruição da carcaça; realizará a colheita de amostra para investigação sorológica nos demais equídeos daquela unidade epidemiológica; fará investigação epidemiológica, incluindo avaliação da movimentação dos equídeos do estabelecimento pelo menos nos últimos 180 (cento e oitenta) dias anteriores à confirmação do caso.

A Agência já orientou o proprietário sobre as medidas a serem adotadas para descontaminação do ambiente e notificará a ocorrência de mormo às autoridades locais de saúde pública para tomar as providências, uma vez que o Mormo é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida para o ser humano.

A Adapec alerta que não existe vacina ou tratamento para o mormo, por isso, o produtor rural deve realizar os exames regularmente, já que a validade é de 60 dias.

Caso um equídeo esteja infectado o produtor rural deve isolá-lo e comunicar imediatamente a Adapec. No manuseio deve ter cuidado redobrado, pois a doença pode ser transmitida ao homem, o recomendado é utilizar luvas e máscaras, e evitar ao máximo que ele tenha contato com outros animais e humanos.

Mormo

O Mormo é uma doença infectocontagiosa causada por bactéria que acomete principalmente os equídeos (asininos, equinos e muares). Nos equídeos, os principais sintomas são nódulos nas narinas, corrimento purulento, pneumonia, febre e e emagrecimento. Existe ainda a forma latente (assintomática) na qual os animais não apresentam sintomas, mas possuem a enfermidade.

Fonte: Adapec

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.