Operação retira mais de 2,5 mil metros de redes do rio Araguaia

A operação teve como objetivo coibir a pesca durante o período da piracema, que teve início no dia 1º de novembro de 2020 e vai até o próximo dia 28 de fevereiro

Em cumprimento ao cronograma de ações previstas durante o período da piracema, foi realizado uma operação de fiscalização no último final de semana, nos municípios de Couto de Magalhães, Juarina, Bernardo Sayão, Arapoema e Pau D'arco.

A operação teve como objetivo coibir a pesca durante o período da piracema, que teve início no dia 1º de novembro de 2020 e vai até o próximo dia 28 de fevereiro, quando estão proibidas todas as modalidade de pesca em todo o território tocantinense.

De acordo com a diretora da Agência Regional do Naturatins em Araguaína, Lorena Alves, durante a operação a equipe abordou embarcações avistadas durante os percursos e aproveitou para orientar sobre o período de defeso e da necessidade de que os peixes tenham sua reprodução respeitada, como forma de garantir a manutenção dos cardumes nos rios do Tocantins.

Também foi realizado recolhimento de material usado em pesca predatória, ilegal não apenas durante a piracema, mas em qualquer época do ano, como redes de malha fina, que acabam pegando peixes pequenos, que ainda não alcançaram a idade reprodutiva. Ao todo, mais de 2,5 mil metros de redes foram retirados do rio Araguaia, com vários peixes presos na malha.

Os peixes que ainda estavam vivos foram devolvidos ao rio e os que estavam sem vida, foram doados para comunidade carente de Araguacema. Todo o material foi recolhido para o pátio do Naturatins.  Como os donos das redes não foram identificados, os fiscais não lavraram nenhum auto de infração.

Os fiscais Joel Ronald Machado Rosa, Raylma Miranda Gomes e Gervázio Pereira Costa, percorreram o rio Araguaia, começando no porto de Couto Velho, na cidade de Couto Magalhães, passando por Juarina e Bernardo Sayão.

Em seguida, a equipe percorreu o porto do assentamento Mutamba até o porto do Jacu, localizados em Arapoema. No último dia da operação, a equipe se deslocou até o município de Pau D'arco, onde fez também vistoria por terra nas margens dos rios Jenipapo e Araguaia, do porto da balsa até a Praia da Cigana, próximo ao povoado Garimpinho.

Fonte: Naturatins