Reunião discute programa de desenvolvimento da agropecuária no Tocantins

O programa 'Tocantins Conectado' terá encontros virtuais ao longo do ano

N manhã desta quinta-feira (18), foram iniciadas as ações do programa Tocantins Conectado, visando o agrodesenvolvimento de diversas cadeias produtivas agropecuárias do Estado. Produtores, secretários municipais de agricultura de 30 prefeituras, 4 colônias de pescadores e uma associação de produtores participaram de uma reunião virtual sobre os desafios e as perspectivas da piscicultura no Tocantins.

O programa terá encontros virtuais ao longo do ano, em diversas cadeias produtivas, piscicultura, pecuária de corte e leite, suinocultura, avicultura, apicultura, ovinocultura, entre outros. Nos encontros, as atenções serão voltadas para o incentivo à produção de matéria-prima e à agroindustrialização.

Piscicultura

Na reunião sobre piscicultura, técnicos da Seagro e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) fizeram explanação do potencial e perspectivas da piscicultura tocantinense. “A produção de peixe no Estado é extremamente otimista, possui as condições climáticas e logísticas favoráveis, frigoríficos instalados, laboratórios de alevinos, matéria-prima [milho e soja] para produção de ração. A expectativa, nesta atividade econômica, é gerar 13.500 empregos diretos e indiretos e um giro econômico superior a R$ 93 milhões”, disse o zootecnista da Seagro, Thiago Tardivo.

Dados

Segundo informações da Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR), a piscicultura deverá apresentar crescimento satisfatório nos próximos anos. Apenas nos seis primeiros meses de 2020, o faturamento das exportações cresceu 33%. A atividade levou a uma receita de venda no montante de U$ 5,4 milhões no primeiro semestre de 2020. Segundo a Seagro, a produção aquícola tocantinense teve um crescimento de 17% em relação ao ano de 2019.

Fonte: Secom