(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
04/03/2021

Chuvas atrasam colheita de soja da safra 2020/21

Por Raquel Oliveira/ com edições do Tocantins Rural

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), até o próximo dia 8 de março, devem chover até 80 mm em várias regiões do Estado

Os trabalhos de colheita e transporte da safra de soja 2020/21 correm sérios riscos, devido às chuvas excessivas em praticamente todo o estado do Tocantins. Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (04), o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Jaime Café, discutiu o assunto juntamente com o representante da Defesa Civil do Estado, tenente-coronel QOBM Erisvaldo de Oliveira Alves, diretores e técnicos da secretaria.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indica maior quantidade de chuvas no centro-norte do país. O documento mostra que o excesso de chuvas chegou a prejudicar a colheita da soja, onde as lavouras encontravam-se no final da maturação fisiológica, prontas para serem colhidas, principalmente em áreas do Mato Grosso, Goiás e Tocantins.

“A intensidade das precipitações dificulta o acesso às lavouras, a colheita, a qualidade e a secagem dos grãos, trazedo ainda transtornos para as operações de escoamento. Já contabilizamos que 30% do que foi colhido até o momento foi perdido. Com a previsão de intensificação das chuvas, podemos infelizmente alcançar 50% de prejuízo”, pontou o secretário Jaime Café que, nos últimos dias, esteve pessoalmente visitando regiões produtoras de soja, conversando com produtores, representantes de cooperativas e buscando soluções.

Transporte
 

Sobre a situação das estradas que estão intransitáveis para o escoamento da produção, devido à intensidade das chuvas, o secretário informou que o Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), está com seis frentes de trabalho em operação.

Safra de milho

O secretário Jaime Café alertou ainda para os prejuízos no plantio da segunda safra de milho, que podem ultrapassar mais de 100 mil hectares de milho. “Perdemos mais da metade da área de produção do plantio do milho da segunda safra que seria plantado na área de soja que não foi colhida”, disse o secretário.

Fonte: Seagro

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.