(63) 98447-6190 tocantinsrural.brasil@gmail.com
11/03/2021

Operação Piracema intensifica fiscalização na região do Cantão

Por Cleide Veloso/ com edições do Tocantins Rural
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Foram apreendidas duas redes de emalhar,  uma com 160 metros de malha nº 6 cm e outra com 20 metros de malha nº 4 cm

A operação Piracema, de fiscalização integrada do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), com atuação da equipe do Parque Estadual do Cantão (PEC) em ação conjunta com o Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Tocantins (BPMA-TO), percorreu, no período de 5 a 9 de março, pontos estratégicos da região do Araguaia.

O relatório apresentado nesta quinta-feira (11), aponta registros de infrações e dos indícios de crime ambiental com ausência dos infratores no local. No percurso, a operação visitou pontos pesqueiros, por vias aquáticas e terrestres, no Projeto de Assentamento (PA) Onalício Barros, Rio do Coco, Lago do Paredão, Furo do Cicica e lagos no entorno do PEC.

Durante o patrulhamento aquático pelo Rio do Coco, Lago do Paredão, Lago dos Crentes e no Lago do Casé, a equipe avistou, logo no primeiro dia da operação, uma canoa, mas ao se aproximar os infratores empreenderam fuga, adentrando na mata e deixando para trás duas redes de emalhar, sendo uma com 160 metros de malha nº 6 cm e outra com 20 metros de malha nº 4 cm, ambas apreendidas.

No segundo dia, a equipe que se deslocou, por vias terrestres, aos principais pontos pesqueiros do PA Onalício Barros e realizou a abordagem de um veículo com três pessoas e os mesmos afirmaram que estavam se dirigindo para pescaria, mas não tinham a licença do órgão ambiental competente.

Nesse caso, foram lavrados dois autos de infração e efetivada a apreensão de duas varas com molinetes. Ao dar sequência ao patrulhamento pela reserva comunitária, a equipe se deparou com vários montes de mancos de madeiras da espécie Ipê. No entanto, nenhum infrator foi visto no local e o material foi recolhido.

Com patrulhamento ambiental aquático pelo Rio do Coco, Furo do Cicica e Lagos do PEC, no terceiro dia de operação, a equipe abordou um barco com cinco pessoas praticando a pesca, sem o porte da licença do órgão ambiental competente e utilizando vara com molinetes. Mais uma vez foi lavrado o auto de infração, com apreensão de duas varas com molinetes, e os pescadores foram orientados sobre o período de reprodução do pescado, conforme a Portaria/Naturatins nº 46/2021 e liberados em seguida.

No penúltimo e último dia, a equipe retornou ao PA Onalício Barros, com intuito de identificar e capturar os infratores que estavam tirando madeira. Após percorrer a região, nenhum rastro do responsável foi encontrado.

 

Denúncia Anônima

Por meio do Linha Verde, o Naturatins disponibiliza um canal de denúncia para que a população possa ajudar a coibir crimes ambientais, especialmente no que se refere à pesca ilegal. O registro pode ser feito de forma anônima e gratuita via internet, no site naturatins.to.gov.br,  por meio do link Linha Verde, ou pelo telefone 0800 063 1155.

Fonte: Secom

Tempo

Eventos

NOSSOS PARCEIROS

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 18h

(63) 8501-8498

Siga-nos

Entre em contato com a redação do Tocantins Rural. Email: tocantinsrural.brasil@gmial.com Telefone: (63) 98501- 8498 Whatsapp: (63) 98447-6190
Copyright © 2019 - Tocantins Rural - Todos os direitos reservados.